terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Que imagem mais repugnante de dois oportunistas!

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, ponte, céu, atividades ao ar livre e água
      A imagem mais repugnante que vejo nos últimos anos. Dois oportunistas que se a-proveitam da obra que Lula e Dilma lu-taram pra executar mesmo com o descaso desses que hoje postam fotos para se promoverem. O povo vai dar a resposta no momento certo.

24 anos de saudade- João Batista Braga Barreto

  Com João Batista Braga Barreto, fiquei com impagável gentile-za a quitar, por sua atenção e fine- ss. Quando do meu casamento em 1983, Batista, era assim como Cajazeiras em peso o chamava, estava Pre-sidente ou Diretor Social do Cajazeiras Tênis Clube.
Ele me proporcionou total apoio na logística da recepção que eu e minha noiva, Valdeniza Vieira de Souza Rolim, recepcionaríamos nossos convidados.
A princípio, a recepção aconteceria no Tênis Clube, pois também se comemorava Bodas de Ouro de Casamento dos meus avôs materno: Pedro Flor do Nascimento e Dosanjos Bandeira Flor.
No entanto, por motivo de divergências de datas, as recepções aconteceram em locações diferentes.
Através dos garçons, Corrozinho, Quexinho e Caverinha (grande trio de barmans), Batista disponibilizou todas as utilidades do clube, necessárias. De mesas e cadeiras, passando por toalhas, guardanapos, talheres, taças de cristal e freezers para gelar os Chandons da primeira rodada e os George Albert seguintes.
Quando o procurei para acertos financeiros, disse-me no seu jeito de gentleman:
-É meu presente, para uma nova família cajazeirense que se inicia!
Vilmar na formatura
PS. De Vilmar Rolim, sua esposa, que foi minha professora de Ciências no Colégio Estadual de Cajazeiras, guardo também boas lembranças por sua paciência em repassar conhecimentos a adolescentes irrequietos.
Também de Dona Vilmar, ganhei um zero (0,0) redondinho por ter feito uma gracinha em uma de suas aulas.

por Marcos Diniz
Fortaleza - CE

Adolescente de 17 anos e estudante de escola pública é aprovada em Medicina na UFCG de Cajazeiras

      A adolescente Rebeca Karollyne Rolim Ribeiro , 17 anos foi aprovada na 1ª opção para o Curso de Medicina, da Universidade Federal de Campina Grande, Campus de Cajazeiras.
      A futura médica obtive 734,26 pontos de média na prova objetiva e 960 pontos na redação.
      Rebeca disse a reportagem do Diário do Sertão que cursou todo o ensino médio em escola pública, na Escola Técnica de Saúde, também da UFCG de Cajazeiras.
      A estudante informou que fez o Enem em 2016 e já este ano participou do processo seletivo SISU 2017.1, sendo aprovada.
Medicina era sonho de criança. Sempre estudei com o objetivo de conquistar uma vaga no curso de Medicina”, comemorou a menina adiantando que concluiu o ensino médio em 2016 e se preparou para o Enem pela internet, estudando em casa.
      Ela é natural de Araripina, Estado de Pernambuco, mas mora em Cajazeiras há oito anos. Rebeca é filha de professores: Gerusa Rolim da Silva, que lecionou em 2016 na Escola Luiz Cartaxo Rolim, em Cajazeiras e Roberto Rivelino Ribeiro Carlos, que é professor em Araripina-PE.
      A Escola Técnica de Saúde de Cajazeiras é uma escola pública e tem obtido destaque no ensino paraibano ficando nas primeiras colocações do Enem.
     Fonte: Diário do Sertão

Comece o dia com o clássico" Imagine"

video
"Imagine que não há paraíso
É fácil se você tentar
Nenhum inferno abaixo de nós
Acima de nós apenas o céu
Imagine todas as pessoas
Vivendo para o hoje
Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
....
Mas eu não sou o único"

semjkl

Diante da morte 
impõe-se silêncio e respeito. 
Se vc não tiver uma palavra de conforto, cale-se!!
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, barba e área interna
     "Estive em são Bernardo do Campo para uma palestra no Instituto Mauá. A cidade já tinha alguma movimentação em função do velório de dona Marisa. 

     A divergência política e o contraditório são excelentes para a democracia. Todo choque tem algumas barreiras. Uma é a ética: divergir não implica atacar. 

     Outra, muito importante, é a morte. Nada existe além dela. Extinguem-se as animosidades. Termina o ódio no túmulo. Atacar ou ter felicidade pela morte de um ser humano é uma prova absoluta de que a dor e o ressentimento podem enlouquecer alguém. 
     Se você sente felicidade pela morte de um inimigo, guarde para si. Trazer à tona torna pública sua fraqueza, sua desumanidade. Acima de tudo, mostra que este inimigo tinha razão ao dizer que você era desequilibrado. 
     Contestem, debatam, critiquem: mas enderecem tudo isto a quem possa revidar. Por enquanto temos apenas um homem que perdeu sua companheira, filhos órfãos e netos sem a avó. 
   Entre os vivos, surgem divergências e debates. Dian te da morte, impõe-se silên cio e respeito. Nunca deixem de ser, ou ao menos, tentar parecer, um ser humano. Quando você não tiver uma palavra de conforto para quem perdeu a mãe ou a esposa, simplesmente, cale a boca. Sinto-me envergonhado por coisas que li na internet."

PORQUE NÃO HAVIA DIVÓRCIOS EM 1950??


IMAGENS SERTANEJAS: o magnetismo do ato sexual


Bom dia, Cajazeiras!

Querubina Diniz

.


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

A defesa do Lula requere anulação de todo o processo do triplex

Os últimos momentos de Che


O CRAVO NÃO BRIGOU COM A ROSA


Um dia trágico da História

1948: Assassinato de Mahatma Gandhi. 
     Em 30 de janeiro de 1948, Mahatma Gandhi foi assassinado por um hinduísta fanático. 
     Durante anos, o líder se empenhara com meios pacíficos para que a Índia se tornasse independente
      

Obrigado suspender compra de sorvetes os voos estão light

apode3001paiinel
     Carlos Marun (PMDB-MS) pegou carona no avião de Temer logo após a suspensão do edital com sorvetes refinados. 
     Saiu de barriga vazia. 
     “A lista era exagero, mas não dava para servir nem um Chicabon?”, brincou.
Fonte: Coluna Painel, jornal Folha de São Paulo

A tanajuras e a estiagem na tradição popular!

A imagem pode conter: planta, flor, natureza e atividades ao ar livre
      Diz a tradição que se não chover em cima das tanajuras são quinze dias de verão.
José Antonio Albuquerque

💬Sonho de homem💬

       A professora pergunta:
      Joãozinho, que tipo de mulher você quer ter quando crescer?
      Joãozinho responde: 
      Eu quero ter uma mulher igual a lua professora!
      A professora elogia: 
      Que lindo, uma mulher linda que brilhe como a lua né?
      Joãozinho responde: 
      Não!
      Que venha só passar a noite e de manhã desaparece!...😹😹😹😹
       (\__/)
       ( ͡ ⚫͜ ʖ͡⚫
        \ 👉    \  👉
 Esse entende de relacionamento mermo! kkkk

E se de repente a minha cidade tornasse cinza?

      Roberval E. de Godói‎

LOUCURA DIVINA


Hoje Dia da Saudade

José Alves Silva São Luís - Ma 

Bom dia, Cajazeiras!

Carlos Antonio, Carlinhos, Denise e Carla

.

Frase de Demóstenes "Os grandes sucessos dependem de incidentes pequenos."Demóstenes 

domingo, 29 de janeiro de 2017

Hoje é Domingo: ''Carnaval Atlântida'', filme de antanho

       Este ''Carnaval Atlântida'' entra na lista das chamadas ''chanchadas carnavalescas''. O cineasta Watson Macedo, considerado um dos reis da chanchada, dois anos antes havia dirigido ''Carnaval no Fogo'', filme que marcou o gênero e contava com Anselmo Duarte e a famosa dupla Oscarito e Grande Otelo.
Resultado de imagem para Carnaval Atlântida (1952)
     A história combina carnaval e Hollywood. Um produtor chamado Cecílio B. De Milho (numa explícita alusão ao diretor Cecil B. de Mille) quer fazer um filme contando a vida de Helena de Tróia. Para isso chama um especialista em mitologia grega, o professor Xenofontes (Oscarito). Mas no meio da produção o filme se transforma num musical carnavalesco. O cineasta Carlos Manga assina os números musicais. 

Sinopse e detalhes:
     Xenofontes (Oscarito), um sisudo professor de mitologia grega, é contratado pelo produtor Cecílio B. de Milho (Renato Restier) como consultor da adaptação do clássico "Helena de Tróia" para o cinema. Dois malandros, Piro (Colé) e Miro (Grande Otelo), são admitidos como faxineiros do estúdio e sonham em transformar o épico numa comédia carnavalesca.



Filmes de antanho de sucesso: 

PREFEITOS DO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS MANDATOS A PARTIR DE 1929 a 1978

Malagueña Salerosa - Nana Mouskouri

     Que bonitos olhos tens
Debaixo dessas sobrancelhas
Debaixo dessas sobrancelhas
Que bonitos olhos tens
Uma das mais belas musicas 
do cancioneiro hispânico.
Não te ofereço riqueza
Ofereço meu coração
Ofereço meu coração

Em troca de minha pobreza
Malaguenha graciosa
Queria beijar teus lábios
Queria beijar teus lábios
Malaguenha graciosa.



Vídeo que se deve guardar: 

Lava Jato: ou Vai ou Racha ou Abafa! Abafa!

De Osasco, Chagas Medeiros fala para Cajazeiras!!

Big Brother Renan

apode2901painel
       Um gaiato que circula entre os dois palácios chegou a contar: enquanto o Planalto está sem câmeras de vigilância desde 2009, o Congresso ostenta oito delas em apenas uma das entradas do Senado.
Fonte: Coluna Painel do jornal Folha de São Paulo

Edifício de formato de pênis vira alvo de piadas em Pequim


Para eles a voz do povo não é a voz de Deus!

Viajando na história dos cajazeirenses e cajazeirados! (0): quem são?

Já imaginou Claudiomar aí?


O PONTO NEGRO


Bom dia, Cajazeiras!


.

Quando um homem quer matar um tigre, chama a isso desporto; quando é o tigre que quer matá-lo, chama a isso ferocidade. A distinção entre crime e justiça não é muito grande. George Bernard Shaw

sábado, 28 de janeiro de 2017

O Baile do Cidadão de Bem

"Essa marchinha vai pra todo cidadão que defende com unhas e dentes o estado democrático de direita".

O que vocês acham? Subindo ou descendo?

A imagem pode conter: texto
  Olhe e veja que ele está descendo, mude a vista e volte a olhar ele está descendo!       

Enfim Moro realiza seu sonho: provas concretas contra Lula!

Novo e eficiente tratamento d'água: sapo no bebedouro!


Shopping de Armas nos EUA


VEJA QUE COISA MAIS SUBLIME!


Bom dia, Cajazeiras!

 Zarinha Gadelha Rolim

.


A raça humana exagera em tudo: seus heróis, seus inimigos, sua importância.... de Charles Bukowski.